Eleições 2016, lava jato, alto absenteísmo…

O contexto político deste ano é bem marcante. Depois de quase (ou mais de) 2 anos de lava-jato, semana passada ouvi notícia de que iniciou-se a última fase. Um impeachment (nem vou entrar em discussão aqui). Vários suspeitos presos. Poucos acusados com investigação sendo tocada adiante. Um partido destroçado. Nenhum partido despontando.

E no meio desse cenário, uma eleição municipal. Como sempre, muitos prefeitos sendo reeleitos, outros não. Muitos vereadores sendo eleitos pelo voto indireto. Muita gente faltando às urnas. Muita gente (e cada vez mais) invalidando seu voto.

E no meio disso tudo, uma população cega, fazendo comentários no mínimo estranhos nas redes sociais.

Na minha visão particular, estamos com a política nacional destruída. Mais uma vez um presidente foi impichado sem incriminação e sob aclamações públicas. A população , mais uma vez enganada, age como se estivesse em seus dias de glória, ovacionando falsos heróis por um feito nada heróico.

Não tenho respostas, mas tenho muitas perguntas. As duas que acredito serem as mais importantes hoje: a) por que a lava jato está em sua última fase se ainda não terminaram as investigações de todos os nomes que surgiram no processo?; b) as pessoas estão realmente percebendo que o número de votos inválidos cresce a cada eleição?

Quanto à lava jato, muitos estão tratando o Excmo Juiz Dr Sérgio Moro como um herói porque ele fez o trabalho dele. Não desmerecendo seu trabalho, visto que há muito tempo não presenciávamos uma operação anti-corrupção tão longa e importante, vemos que a operação está terminando com investigações pendentes. E, vistos os resultados que foram divulgados até o momento, eis uma questão que me incomoda profundamente: a lava jato foi uma operação para caçar corruptos ou para caçar petistas? Porque, sinceramente, poucos envolvidos fora do PT foram indiciados nesse processo, mesmo todos nós sabendo que esse movimento de corrupção na Petrobrás não é novo, e, minhas suspeitas, iniciou-se bem antes da redemocratização de 1986. E, sabe-se bem, que nomes do nosso partido de oposição também foram citados, mas ninguém prosseguiu com a investigação.

Com o fim da lava jato, haverá uma nova operação que fará as investigações para fechar as pontas que ficaram abertas? Se não, vamos novamente comprovar que o governo do PT foi o governo que mais lutou contra a corrupção desde 1988. Se a lava jato terminar agora, sem prosseguir investigação, só me prova que o PMDB continua sendo o partido que sabe muito bem trabalhar nos bastidores, que está sempre no poder, que manipula todos os outros partidos, e que não quer que investiguem profundamente os casos de corrupção para não chegar até eles.

Em relação ao absenteísmo na eleição. Sempre me pergunto se realmente estão prestando atenção ao número expressivo de votos inválidos, que tem crescido nas últimas eleições.

Não sei se a resposta é essa, mas eu vivo me perguntando qual seria realmente o impacto de tirar a obrigatoriedade do voto. Porque, na realidade, quem vota hoje, vai continuar votando, mas pelo menos a estrutura para as eleições poderia ser mais enxuta. Se quase 50% das pessoas opta por invalidar seu voto, numa eleição facultativa, essas pessoas provavelmente não iriam. Poderíamos economizar metade do efetivo policial, metade dos voluntários, metade das urnas. Talvez não metade do orçamento (que este ano foi de R$2 bi), mas provavelmente uma boa fatia seria economizada.


E minha revolta com os comentários é que são absurdos como:

“Estamos varrendo o PT da política brasileira.” – legal, parabéns! Conseguiram o que queriam. E quem vai ficar no lugar? PSDB?

“A população está mostrando que quer mudança.” – será? com 20% de ausência média e 25% de votos inválidos? Mudança para que direção?


Algumas coisas para se pensar:

  • Eleição para legislativo usando voto direto
  • Acabar com voto na legenda
  • Voto facultativo
  • Fim da aposentadoria política após 8 anos
  • Ou o fim da política como carreira ou a instituição oficial de carreira política como profissão (regulamentada ou não), que se adeque às regras trabalhistas vigentes

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s