Livros 2014 #1: A feast for crows

Comecei o ano bem e terminando o quarto livro da série A song of ice and fire. Já vou começar o próximo, porque não vou aguentar esperar pra saber o que acontece com a chata da Cersei. Vibrei quando Margaery consegue virar o jogo. Prestes a ser acusada de traição, ela consegue fazer com que Cersei seja presa por traição! Muito show! E Jaime nem sabe nada ainda.

A parte chata desse livro é que alguns personagens “somem” do mapa. A estória desenrola em torno de Brienne, Jaime, Cersei e os filhos, Sansa e Arya – que aparece bem pouco, por sinal. Nada de Dany ou Bran. Uma pena. Mas esse livro é muito bom. Depois das batalhas sangrentas de Storm of Swords, a morte e ressurreição de alguns personagens, parece que o reino acalmou.

No final de Storm of Swords, Dany resolve criar seu próprio reino e deixar Westeros de lado. Stark é morto no Red Wedding. Renly já tinha deixado esse mundo lá em Clash of Kings. O falso rei Joffrey morre (finalmente!) deixando um rastro de ódio alimentado por Cersei, que se aproveita da ocasião pra se livrar pra sempre de Tyrion. Mas, Jaime salva Tyrion da prisão e ele some da estória. Sansa é salva por Baelish e levada para a louca da tia dela, que morre de forma estúpida, caindo da Moon Door (fiquei louca de curiosidade de ver como será a cena no seriado da tv).

Fiquei confusa com a parte da estória do John Snow e do Sam Tarly. Sam indica John para Lord Commander of The Wall. Ele é escolhido e abre mão de Winterfell para ser o Lord Commander. Stannis resolve “comer pelas beiradas” movendo seu exército para o norte e tentando conseguir aliados entre os bannerman de Ned Stark. Ele manda Sam e Maester Amon para a Citadel, e Amon morre no meio do caminho. Devo ter perdido alguma coisa importante no meio do caminho…

Jaime está num paradigma de amor e ódio pela Cersei, o que estou achando o máximo. Com a morte de seu pai e com a condenação de Tyrion por traição, Casterly Rock está sem um Lord Lannister. Jaime não quer deixar de ser o Lord Commander da guarda real, que o impede de casar, ter filhos e assumir seu posto de herdeiro do pai. Para não enfrentar essa decisão, ele vai para o Trident, para resolver as coisas lá com os Frey e encontra seus tios. Na conversa, a tia diz que Tyrion é o verdadeiro herdeiro de Tywin, pela sua personalidade, astúcia, etc. O engraçado é que Tywin desprezou o filho sua vida toda.

Arya assume nova personalidade. Agora é Cat dos Canais. Está em uma das free cities e aprendeu um novo idioma. Ou seja, camuflada total! Brienne está em busca de Sansa e acaba por encontrar o rastro de Arya. Mas os Stark ainda estão todos espalhados, cada um achando que é o último Stark vivo. Com exceção de Bran que fica sabendo de John e está com Rickon, mas não sabe nada de Sansa, Arya ou Rob. Nem sobre sua mãe ou seu pai.

Apesar das coisas estarem acalmando, já tem gente querendo entornar o caldo. Um povo em Dorne quer destronar o rei Tommy, alegando que Myrcella é mais velha e tem mais direito ao trono. Estou prevendo que os próximos capítulos serão mais pra “Clash of Queens”…. Myrcella, Dany, Arya, Sansa, Margaery, Cersei… Vai ficar mais feio do que o Clash of Kings rs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s