Livros 2013 #19: A Storm of Swords

Finalmente terminei de ler o terceiro livro da séria A Song of Ice and Fire, de George R.R. Martin. Demorei muito tempo porque cansei de ler no meio do caminho. Mas agora com os audiobooks ficou bem mais fácil.

Adorei o fato do Joffrey ter morrido. Achei horrível ele ter sido envenenado. Ele merecia uma morte mais lenta. Veneno foi muito sutil pra ele. Enquanto isto, fiquei mega triste do Walder ter matado todo mundo no casamento. Eu gostava do Rob e até achei que ele tinha futuro.

Pelo menos as crianças ainda estão vivas: Sansa (que podia já ter morrido, mas tudo bem), Arya (que foi capturada infelizmente), Bran e Rickon. Os caçulas de Cersei também estão todos vivos. E, claro! Dany! Minha favorita. Amei quando ela descobre a traição de Sir Jorah e põe ele pra correr. Apesar de que eu acho que eles ainda vão ficar juntos. E ela decidiu deixar o passado pra tras e criar seu próprio reino. Show!Vibrei quando Stanis oferece o título para John Snow, meu personagem favorito. E devo confessar que este livro fez com que eu começasse a gostar de Jaime. Espero que ele não morra logo. Ele mostrou muito carater neste terceiro livro. E força. Mesmo perdendo a mão direita, ainda é um homem de respeito e orgulhoso. Deu a volta por cima. Mostrou que se preocupa com a família, quando ajudou Tyrion a fugir. Mas também não tolera traição. Apesar de amar muito Cersei, não aceita a mudança das regras conforme a conveniência dela e até dá um gelo nela no final. Seria muito legal (e vingativo contra Cersei) se ele ficasse com Brienne – que sumiu um pouco no final.

Uma coisa que eu gosto no livro é que a sequência é uma surpresa… sempre! O fato de ser um conto estilo medieval, cheio de guerras, intrigas, espionagem, luta pelo poder, traços antiquados de relacionamentos (casamentos arranjados, incesto, etc), muitos personagens vão morrer. Isto é fato. Fico triste quando um personagem cativante morre – como aconteceu com Ned Stark logo no primeiro livro, ou com Khal Drogo.

Mas também é emocionante quando um personagem que você adora sobrevive a uma situação fatal, ou consegue escapar das mais complicadas situações. Arya é uma que já se safou de muitas e não vejo a hora dela voltar a aparecer no livro. E Dany, que é minha heroína no momento.

E, claro, tem o prazer de ver a morte dos personagens canalhas, como do Robert e Joffrey. Ou o personagem se machucar pra valer, como Clegane.

E também ver um personagem crescer na estória. Caso clássico de Jaime, Snow e Sam, que eram até promissores no começo, mas esfriaram muito com o passar do tempo, mas agora começam a mostrar a que vieram.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s